Kurumã promoveu “Take Over” para lançar seu terceiro rótulo, Tarsha

Take over é um termo usado no sentido de assumir ou controlar algo. É bastante usado em contextos de negócios, quando uma empresa compra outra e assume os negócios, ou nas redes sociais, quando uma outra pessoa toma conta de seu Instagram, por exemplo. E foi o que os sócios da Kurumã fizeram. Por dois finais de samana “assumiram” 19 pontos de venda da cerveja espalhados pelo Rio de Janeiro e Niterói para divulgar o lançamento do terceiro rótulo da cervejaria carioca, a American IPA Tarsha.

O roteiro do “Kurumã Take Over” passou pelo Mestre Cervejeiro e Jacu Maltes, ambos no Flamengo, na Birreria e no Alice Bar em Botafogo, no Melhores Cervejas do Mundo em Copacabana, Lamas BrewShop no Centro e na Drunk Trunk que fica na Tijuca. Visitou a Barra da Tijuca controlando as torneiras da Birra Bar Barra, BeerJoe, Enigmalte e Brewteco. Em Jacarepaguá, a Fábrica Nômade e o Tio Ruy participaram da ação, assim como o Growler 2 Go no Recreio. Boteco do Raoni no Grajaú, The Brew Store no Meier, Blend Tabacaria em Seropédica também receberam esse evento muito além de um lançamento comum, e claro que Niterói não ficou de fora, a Dona Cevada e o Armazém São Jorge recebeu a equipe Kurumã no dia do lançamento, que contou com degustações guiadas e promoções.

Embora uma IPA – tradicionalmente uma cerveja mais amarga, mais afeita, digamos, à paladares apurados –, Tarsha não se afasta em momento algum do conceito de alto drinkability que a Kurumã investiu, com sucesso, em seus dois primeiros rótulos – Kariauc, uma Belgian Ale, e Araya, uma Brown Ale.

“Apostamos em uma IPA não por ser uma cerveja de apelo comercial, e sim para que a Kurumã, há um ano e meio no mercado, ganhe robustez em seu portfólio. Esse é um estilo bastante difundido, mas existe uma percepção de que todas as cervejas são fortes, amargas. Tarsha vai por outro caminho.”, diz Homero Neto, sócio-diretor da Kurumã.

Tanto é verdade que os seus índices de IBU (45) e ABV (5,2%) estão entre os menores se comparados às IPAs de maior apelo no mercado. Tarsha vem com um amargor equilibrado, a partir da utilização de quatro lúpulos voltados para o frecor – sendo Azacca e Amarillo no Dry Hoping.

A Tarsha é uma American India Pale Ale que se destaca pelo amargor médio e persistente assim como pelo seu aroma herbal bem presente. “O aroma, cítrico, vai certamente deixar o público com gostinho de quero mais”, aposta Homero.

Criada em 2016 com o sonho de propagar a cultura cervejeira para o Mundo, a Kurumã nasceu no Rio decidida a mostrar ao mercado uma Cervejaria com o foco no alto drinkability independente do estilo, e expor a verdadeira essência de se tomar uma boa cerveja que agrada não só os consumidores assíduos quanto os iniciantes.

Cervejaria Kurumã – cervejariakuruma.com.br
Contatos: pelo telefone/whatsapp (21) 97174-5355 ou e-mail homero@cervejariakuruma.com.br
Instagram oficial: www.instagram.com/cervejariakuruma

A KARIAUC – uma Belgian Ale bem equilibrada e a ARAYA – uma Brown Ale com toques de caramelo, se juntam a TARSHA. Foto: Eduardo Madeira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *