Red Stripe – uma cerveja com DNA rastafari engarrafada na terra do reggae

Primeira cerveja jamaicana da história, a Red Stripe está presente em mais de 24 países e agora passa a fazer parte do lifestyle carioca.

Produzida pela primeira vez em 1928 pela Desnoes & Geddes na fermentação ale, a cerveja passou a ser lager em 1934 depois que Paul Geddes, filho de um dos fundadores da cervejaria  (Thomas Geddes) e primeiro mestre cervejeiro da Jamaica, desenvolveu sua receita especial utilizada até hoje. Feita com malte pilsen, lúpulo e água, de sabor levemente caramelado, a coloração da Red Stripe é clara, com final suave e leve amargor em 4,7% de álcool, combinação que já garantiu inúmeras medalhas de ouro em concursos internacionais pela qualidade e sabor extremamente equilibrado.

A icônica garrafa stubby, único modelo da marca presente no Brasil, virou febre desde a década de 1960 e  faz a alegria da turma cool.

A cerveja é importada e distribuída no Brasil pela Casa Flora. Mas pode ser encontrada no Bar Bukowski (Rua Álvaro Ramos, 270), Saloon 79 (Pinheiro Guimarães, 79) ambos em Botafogo e na Mercearia da Praça em Ipanema (Rua Jangadeiros, 28), assim como nos supermercados Zona Sul, Mundial e Supermarket.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *