Dado Gonçalves

Festival Gastronômico no Hotel das Cataratas

O Festival Gastronômico do Belmond Hotel das Cataratas acontece nos dias 8 e 9 de setembro, terá diversas aulas a cada hora e ao final do dia, coquetéis e jantares para os participantes.

Na sexta-feira, dia 08, os interessados terão a oportunidade de aprender a preparar os melhores drinks com a mixologista Jéssica Sanchez (Eleita a melhor bartender do Rio pelo World Class 2013, um dos principais campeonatos do gênero), além de degustar cachaça com Nacir Zandoná (chef de bar do Belmond Hotel das Cataratas) ou vinhos com o João Valduga (um dos proprietários do tradicional grupo Famiglia Valduga Co.). Uma aula sobre diferentes tipos de queijos também será apresentada. Essas 4 experiências acontecem das 13h às 18h e o pacote custa R$ 145 por pessoa.

Já no sábado, dia 9, as experiências acontecem das 9h às 17h, totalizando 8 aulas com especialistas e chefs como Pedro Siqueira do restaurante Puro e Massa no Rio e Kazuo Harada do pan-asiático MEE no Belmond Copacabana Palace – único asiático no Rio a ostentar uma Estrela Michelin. As mini degustações são harmonizadas e o pacote do dia custa R$ 300 por pessoa.

Em ambos os dias, a partir das 20h, a Casa Valduga promove um coquetel com drinks, espumante e vinhos no gramado do hotel. Logo depois, o Belmond Hotel das Cataratas organiza um jantar harmonizado com 6 pratos que será elaborado por um time de peso e conta com a presença de chefs premiados. A experiência gastronômica custa R$ 350 por pessoa e todos os eventos podem ser reservados diretamente no hotel pelo telefone (45) 2102-7000.

Quem quiser se hospedar no Belmond Hotel das Cataratas, a diária custa R$ 3.500 (mínimo 2 noites) e inclui café da manhã e todas as experiências para duas pessoas. Uma ótima oportunidade para os turistas inserirem na viagem um roteiro gastronômico.

Belmond Hotel das Cataratas
Rodovia Br 469, Km 32, Iguassu National Park, Foz do Iguassu
Telefone: (45) 2102-7000
Email: reservations.brazil@belmond.com

Uma receita de abobrinha com carne moída que vai dar o que falar

Wine.com.br enviou uma sugestão de receita de Abobrinha com carne moída ao molho de tomate e orégano que promete dar o que falar. Os veganos que me perdoem, mas eu não vivo sem carne!!!

A indicação do sommelier da loja online de vinhos para esse prato é um Partridge Reserva Cabernet Sauvignon 2015, com ótimo preço (clique aqui para comprar), segundo o sommelier, os aportes vegetais do vinho combinam com a base da receita, que é a abobrinha. Os taninos do Cabernet Sauvignon se equilibram com a gordura da carne moída. Ele também indica o Château Vieux Dominique A.O.C. Bordeaux Supérieur 2013, um vinho tinto frutado, macio, com taninos sedosos. Harmoniza com prato de médio corpo, com a untuosidade da carne, a maciez da abobrinha e a acidez do tomate (clique aqui para comprar).

O rendimento da receita é para duas porções, e o preparo leva em torno de uma hora.

Ingredientes

  • 2 abobrinhas italianas grandes cortadas no sentido do comprimento
  • 3 colheres (sopa) de azeite
  • 1 cebola
  • 2 dentes de alho
  • 400 g de patinho moído
  • 2 tomates picadinhos sem pele e sem sementes
  • ½ colher (chá) de páprica doce defumada
  • Folhas de orégano fresco a gosto
  • 2 colheres (sopa) de queijo parmesão ralado
  • Sal e pimenta-do-reino a gosto

Modo de Preparo

  • Preaqueça o forno a 180˚C. Retire a carne da geladeira e deixe em temperatura ambiente.
  • Com o uso de uma colher de sobremesa, retire o miolo das abobrinhas, deixando uma borda de meio centímetro, no formato canoa, para rechear.
  • Transfira as abobrinhas para uma assadeira com a cavidade voltada para cima.
  • Leve uma panela media ao fogo médio.
  • Quando aquecer, regue com duas colheres (sopa) de azeite e junte ½ cebola, o sal e a pimenta-do-reino.
  • Refogue por quatro minutos.
  • Adicione um dente de alho e refogue por um minuto.
  • Junte a carne moída, acerte o tempero e deixe cozinhar por cerca de 10 minutos, mexendo de vez em quando, ate que a água seque e a carne esteja úmida.
  • Transfira a carne para uma tigela, onde você vai juntar o tomate picado, azeite a gosto, orégano fresco, sal, pimenta-do-reino e páprica.
  • Misture e tempere o interior das abobrinhas com sal e pimenta-do-reino a gosto. Com uma colher, distribua o recheio de carne nas cavidades de cada abobrinha. Cubra com o tomate e, por cima, o queijo ralado.
  • Leve a assadeira ao forno preaquecido e deixe assar por cerca de 20 a 30 minutos.
  • Sirva em seguida.

Prato clássico, de origem camponesa, ganha destaque no restaurante Mee

Tradicional cozido de carne e vegetais, o Sukiyaki ganha destaque no festival de Inverno do Mee

O MEE apresenta uma verdadeira viagem pela gastronomia asiática com opções de pratos da cozinha tailandesa, coreana, cambojana, vietnamita, malaia, chinesa e japonesa. E para aquecer o estômago e a alma de seus clientes, o chef Kazuo Harada – um chef que imprime autenticidade a tudo o que faz -, apresenta para o festival de inverno do MEE um prato clássico, de origem camponesa, simples, saboroso e cheio de personalidade, o Sukiyaki.

O Sukiyaki é uma espécie de ensopado com carne cortada em fatias bem finas, no Restaurante Mee ele será preparado com a carne do Wagyu (boi japonês) em fatias finas com acelga, cenoura, cebola, shimeji, udon (macarrão japonês), broto de feijão, nirá e mais algumas delícias, todas cozidas em caldo com base de shoyu numa panela rasa de ferro e servido com arroz. O grande charme do Sukiyaki apresentado no MEE é que tudo é preparado na própria mesa, na frente de quem for se deliciar, para já ir dando água na boca! O ovo cru misturado ao molho quente, forma uma perfeita combinação!

O prato será servido a partir do dia 10 de junho – no único restaurante asiático do Rio de Janeiro a ostentar uma estrela Michelin – de domingo à quarta, das 19h à meia-noite. E ficará em cartaz no MEE até o dia 30 de agosto.

O restaurante MEE fica no Belmond Copacabana Palace, Avenida Atlântica, 1702 – Copacabana, e as reservas podem ser feitas através do e-mail restaurantes.cop@belmond.com ou pelo telefone (21) 2548-7070.

“A ideia é servir algo simples, sem perder o requinte, poder conhecer um pouco melhor o nosso cliente, conversar, explicar o passo a passo do preparo do prato, sua origem e história.” – comentou o chef durante a degustação que foi apresentada à nossa equipe.

O valor da experiência é de R$ 180 + taxas (serve duas pessoas). Há também a possibilidade de acrescentar à receita mais carne Wagyu e legumes, acréscimo de R$ 80 e R$ 20 + taxas, respectivamente.


Algumas versões sobre o termo Sukiyaki

Apesar de o decreto, assinado em 676 d.C, do imperador japonês Tenmu (673~686) proibir o consumo da carne de mamíferos e de aves, a degustação, principalmente da carne do javali, era feita secretamente. Caçadores assavam (yaku) na pá (suki) animais abatidos no próprio local para driblar a fiscalização, o que deu origem ao nome Sukiyaki. Os nobres consumiam a carne bovina como um medicamento para a cura de doenças. Outra versão para a origem do termo é o fato de a carne ser cortada em sukimi (fatias finas) e depois assada (yaki).


 

Vinho baratíssimo é considerado um dos melhores do mundo

Enólogos elegeram o vinho La Moneda Reserva Malbec 2015 do Chile como um dos melhores do mundo, e os entendidos definiram a uva como “roxo profundo com matizes de violeta, taninos com textura aveludada e aromas de ameixa, figo e morango”. A surpresa ficou por conta do preço da garrafa: 4.37 libras esterlinas (junho de 2016) – cerca de R$ 20.

O júri selecionado degustou mais de 200 rótulos às cegas em junho do ano passado para a principal revista especialista em vinhos da Grã-Bretanha – a Decanter. O rótulo, que levou a medalha de platina, só era encontrado na Asda, subsidiária da rede de supermercados Walmart que só existe no Reino Unido ao preço de  £4.37, atualmente o valor é de  £6.98, mas a rede também levou para terras americanas.

“95 pontos de 100 é uma pontuação impressionante para qualquer vinho, especialmente para um barato. Tendo provado uma amostra, posso dizer que é realmente bom, e ainda era delicioso três ou quatro dias após a abertura”, disse o especialista do Washington Post, Dave McIntyre.

Para mim, é claro, o que importa é o vinho, e não o rótulo. E você?

Com informações do Washington Post Decanter.

Rio de Janeiro tem nova lei para a venda de cachaça

Bares, restaurantes e hotéis terão de servir cachaças produzidas no Estado

Um projeto aprovado pela Assembleia Legislativa do Rio determina que bares, hotéis e restaurantes que comercializem bebidas destiladas, como cachaça, vodka, tequila, gim ou uísque, sejam obrigados a oferecer, no mínimo, quatro rótulos diferentes produzidos nos alambiques do Estado do Rio de Janeiro. Além da marca, a carta de bebidas também deverá informar seu município de origem

A Lei Nº 7595 já está em vigor, e não foi dado aos estabelecimentos prazo de adaptação. A empresa que não cumprir a medida pode perder o direito a benefícios que dependam de autorização do Poder Executivo, incluindo anistia, remissão, concessão de empréstimo, renúncia fiscal etc.

Villa 106 promove jantar sensorial no escuro

Em parceria com o Ateliê No Escuro e o grande chef italiano Luciano Boseggia, o Villa 106 – restaurante que funciona em um casarão preservado pelo Patrimônio Histórico no Centro do Rio, realizará no dia 25 de maio, uma experiência inusitada e que irá aguçar a percepção, imaginação e os sentidos dos participantes.

Imagine convidar alguém para jantar e ficar de olhos fechados a noite toda. Pois pode ser ótimo! Muito mais que saciar o paladar, a comida precisa agradar a todos os sentidos.E no Jantar do Villa 106 os convidados participarão, com os olhos vendados, de uma viagem sensorial através do tempo, descobrindo a história da antiga vila de operários chamada de Villa Ruy Barbosa, que abrigou ilustres moradores como Villa Lobos, Dalva de Oliveira e Herivelto Martins. Os pratos utilizam ingredientes que agradam ao paladar e à imaginação, com texturas e harmonizações originais que irão surpreender.

Com muita música, histórias e sabores esse jantar será um laboratório de sensações, pois momentaneamente cegos, os participantes serão convidados a experimentar e interagir com a refeição, usando os seus sentidos de forma mais ativa e descobrindo novas sensações à mesa.

O Jantar no Escuro – Boemia na Villa, acontece no dia 25 de maio às 20 horas, o valor por pessoa é de R$ 250,00 e inclui: Intervenções Sensoriais + Coquetel + Menu Harmonizado by Luciano Boseggia. O Villa 106 fica na rua do Senado, 106 – Centro, e as reservas podem ser feitas antecipadamente através do telefone (21) 2242-6027.

 

Seafood Brunch especial do dia das mães no restaurante Galani

O restaurante Galani, do Sofitel Ipanema (Ex-Caesar Park), apresenta no próximo domingo, dia das mães, o Seafood Brunch by Sofitel Especial.

Buffet de frutos do mar; Saladas e Pães; Polvo Confitado com Batatinha Bolinha, Cebola Roxa e Pimentões; Carpaccio de Palmito Pupunha; Ceviche de Salmão Fresco; Fundo de Alcachofra Marinado no Azeite de Oliva; Variedades de Queijos com Frutas Secas, Geleia de Manga e Geleia de Figo; Variedades de Sushis e Sashimis; Ostras Frescas de Santa Catarina com Vinagre e Echalote; e muito mais. Tudo cuidadosamente selecionado e preparado pelo chef francês Jérôme Dardillac e o sous-chefs argentino Pablo Peralta.

No buffet quente, destaque para a Picanha Grelhada ao Molho Chimichurri; File de Cherne Grelhado com Vinagrete de Manga; Camarão Salteado com Bisque ao Leite de Coco e Curry Thai; Paella de Frutos do Mar e o Risoto de Fregola com Creme de Pesto. E no buffet de sobremesa, as mães se deliciarão com o Coração de Mousse de Chocolate com Framboesa; Crème Brûlée de Pistache; Religieuse Chocolate; Bounty; Macaron Framboesa; Verrine de Manga; Tartelette de Limão entre outras doçuras.

O valor por pessoa é R$ 220,00 +10% adultos com espumante rosé Dal Pizzol à vontade. (R$ 110,00 + 10% para crianças de 8 a 12 anos, e gratuito para crianças de até 7 anos).

O Brunch do dia das mães acontece no próximo domingo, 14/05, das 13h às 16 horas, e as mães também receberão um brinde Granado.

Mais informações e reservas:
gastronomiaipanema@sofitel.com
Telefone: (21) 2525-2560
Avenida Vieira Souto, 460 – Ipanema

O restaurante Galani é mais que um espaço privilegiado, com grandes mesas e janelas que contemplam diretamente a praia de Ipanema, é um lugar de ótima gastronomia, sob o comando do chef francês Jérôme Dardillac e do sous-chefs argentino Pablo Peralta (@sppablo), e com excelentes profissionais, como a coordenadora de alimentos e bebidas, @LuanaGoes, e o maitre Pereira, que desde 1987 está no hotel. ============================= . Siga também.: . . 👉@EmbarquenaViagem👈  #embarquenaviagem #turismo #lazer #cultura #entretenimento 🌏 . . 👉@Gastronomia_etc👈 #gastronomiaetc #gastronomia #foodmagazine #digital #foodnews 🍷 . . 👉@Nairoquinha👈 #publisher #turismologa #comunicadora #maecoruja #travelwriter . . 👉@gabrielbehael👈 #geek #blogger #cosplayer #writer#influencer

Uma publicação compartilhada por Eduardo Madeira (@emadeira) em

Aconchego das mães

O Dia das Mães está chegando e, para quem busca um tempero diferente para deixar a data muito mais especial, a sugestão é passar em uma das unidades do Aconchego Carioca – um dos mais disputados restaurantes da cidade para ir em família.

Comandados pela Kátia Barbosa e sua filha, Bianca, as boas pedidas por lá no Dia das Mães são o bobó de camarão (R$ 99,90, serve de 2 a 3 pessoas); o baião de dois (R$ 84,90, serve duas pessoas) e a costelinha de porco na goiabada (R$ 78,90, para duas pessoas). Na casa, também destaco os bolinhos de feijoada – recheado com couve e bacon – o primeiro do Brasil e o mais copiado também.

Aconchego Carioca (Rio de Janeiro) – www.aconchegocarioca.com.br

Praça da Bandeira
Rua Barão de Iguatemi, 379, Praça da Bandeira
Telefone: (21) 2273-1035
Funciona de terça a sábado das 12h às 23h e domingo das 12h às 17h.

Leblon
Rua Rainha Guilhermina, 48, Leblon
Telefone: (21) 2294-2913
Funciona de segunda a quinta de 12h às 23h; Sexta e sábado de 12h à meia-noite e domingo de 12h às 22h.

Barra – Shopping Village Mall
Avenida das Américas, 3.900 – 3º piso, Barra da Tijuca
Telefone: (21) 3252-2691
Funciona de segunda a sábado das 10h30 às 22h30 e domingo, das 13h às 22h.

Sommelier de saquês do Mee participa de um saboroso desafio

Conheça as curiosidades do saquê

O Prosa na Cozinha, uma mistura de sala de aula, cozinha e restaurante, recebe, no próximo dia 08 de março, a sommelier Rejane Kawano do restaurante MEE – restaurante asiático com uma estrela Michelin do Belmond Copacabana Palace –, para um jantar harmonizado com saquês. Durante a aula, Rejane Kawano harmonizará diversos rótulos de saquê com um delicioso jantar preparado pela chef Manu Zappa.

O menu terá como entrada um carpaccio de vieiras, prato principal, peixe tropical na folha de bananeira com salada de mini-brotos e de sobremesa um escondidinho de banana e doce de leite.

Estou muito animada em dar esta aula no Prosa! Pretendo desmitificar que saquês só podem ser harmonizados com pratos orientais. Quero mostrar ao público que a tradicional bebida asiática pode acompanhar muito bem os mais variados pratos da culinária brasileira”, explicou a sommelier.

O Prosa na Cozinha fica na Rua Lopes Quintas, 147 (Portão Azul), Jardim Botânico – Zona Sul do Rio, o valor para o jantar aula é R$ 200 (mais taxas) e o telefone para reservas é o (21) 3449-1002.

.

Happy Hour no Pobre Juan

O restaurante Pobre Juan nasceu da vontade de um grupo de amigos em saborear boas carnes assadas na grelha. Pois essa paixão por carne cresceu ainda mais e hoje o grupo possui restaurantes nas cidades de Curitiba, São Paulo, Barueri, Campinas, Brasília, Recife e Rio de Janeiro.

Todos os restaurantes seguem um rigoroso protocolo de criação de nível internacional, que especifica o tamanho de cada corte de acordo com as necessidades gastronômicas. Uma vez na grelha, todo cuidado é pouco. Controlar corretamente a temperatura e o tempo de cozimento é fundamental no momento de assar as carnes. Entre os cortes premium que mais aprecio estão o Bife Pobre Juan, Monumental Prime Rib, Tapa de Cuadril (corte da parte mais nobre da picanha), Carré de Javali e de Cordeiro.

Conhecido como um dos principais restaurantes argentinos do país, o Pobre Juan é um excelente lugar para comer boas carnes em um ambiente agradável e sofisticado. A rede tem a parrilla como atração principal.

Fomos convidados a conhecer e participar do Happy Hour no Pobre Juan da Barra da Tijuca, a aconchegante varanda na área interna do Shopping Village Mall foi nossa escolha, mas a casa possui diversos ambientes que mesclam o rústico com o sofisticado. E como não chamar a atenção a forma escolhida para armazenar os rótulos de cervejas nacionais e importados e outras bebidas no gelo? Com um design diferenciado, o ofurô cheio de bebidas é o meu xodó na rede que é inspirada nas autênticas casas de carne argentinas. Da cozinha envidraçada, na lateral direita da casa, saem os mais nobres cortes de carnes no ponto certo, e fica aos olhos de todo o salão.

O menu Happy Hour oferece como opção de bebida: cerveja Original ou o famoso Clericot. O cardápio de tapas portenhas para o horário especial inclui: o Chorizo Tradicional (linguiça de lombo tradicional), Croquetas de Ossobuco (bolinhas cremosas recheadas de ossobuco e queijo parmesano acompanhada de geleia de pimenta), Croquetas de Jamón (bolinhas cremosas de bechamel com brunoise de jamón espanhol e queijo parmesano), Mini-empanadas (tradicionais empanadas argentinas de carne e tempero portenho ou de escarola com queijo cremoso) e Finas Fritas (batatas fritas crocantes).

Quanto custa? Combos para até 6 pessoas com mix de croqueta de ossobuco, croqueta de jamón, mini empanadas, chorizo tradicional, finas fritas + claricot ou cerveja original por R$ 49,90 (por pessoa). Segunda a sexta das 18h às 20h e sábados e domingos das 16h às 20 horas.

Onde acontece? Nos principais restaurantes da rede Pobre Juan – www.pobrejuan.com.br

ALPHAVILLE (11) 4209-1700 | BARRA DA TIJUCA (21) 3252-2637 | BRASÍLIA (61) 3577-5800 | CAMPINAS (19) 3766-5156 | CIDADE JARDIM (11) 3552-3150 | CURITIBA (41) 3020-3670 | HIGIENÓPOLIS (11) 3825-0917 | MORUMBI SHOPPING (11) 2397-0050 | RECIFE (81) 3327 0862 | SÃO CONRADO (21) 3324-5381 | VILA OLÍMPIA (11) 3845-4965

Cerveja com goiaba

Nos últimos anos, a paranaense Way Beer, um dos grandes nomes do mercado brasileiro de cervejas artesanais, ganhou destaque internacional ao apostar em cervejas produzidas com frutas. Agora, a cervejaria lança no mercado sua mais nova criação: a Sour Me Not – Goiaba, disponível no mercado brasileiro e que será distribuída, também, nos Estados Unidos.

A cerveja com Goiaba chega em garrafas de 355ml e faz parte da linha Sour da Way Beer, que conta com cervejas com alto teor de acidez e com baixo teor alcoólico (3,5%) produzidas com grandes quantidades de frutas (Goiaba, Morango, Graviola, Acerola e Caju). A Sour Goiaba passou, também, por um processo de fermentação diferenciado que produz a acidez da cerveja.

A nova cerveja da linha tem como destaque o uso da goiaba e traz ainda uma pequena adição de gabiroba, fruta presente no território paranaense, colhida de vegetação nativa, que acrescentou um sabor ácido e picante na cerveja.

A Sour Me Not – Goiaba está disponível em casas de cervejas especiais, bares, restaurantes e mercados. Mais informações pelo telefone (41) 3653-8853, nas redes sociais da Way Beer: www.facebook.com/waybeer e www.instagram.com/way_beer ou através do site: waybeer.com.br.

TACO Brasil e suas tábuas de corte

A empresa TACO Brasil fabrica tábuas com madeiras nobres de origem legal, selecionadas e tratadas, oferecendo produtos com alta durabilidade e 100% nacional.

Os cuidados são tomados desde a seleção das madeiras até a embalagem, resultando em peças únicas e especiais, dá para sentir que tem uma energia a mais. Ao fim do processo de produção, cada unidade recebe seu número de série, que permite um maior controle de qualidade e catalogação de cada lote. As tábuas são acabadas com verniz atóxico e ecológico a base óleos vegetais polimerizados e ceras naturais, e todos os produtos acompanham bolsa de algodão para facilitar o transporte das tábuas.

Suas tábuas de corte são feitas para tornar a cozinha mais alegre e o momento das refeições ainda mais gostoso.

Todas as tábuas de corte da Taco Brasil são produzidas com madeira certificada proveniente de reflorestamento em solo brasileiro, por ser uma madeira macia não danifica a lâmina da faca. Elas podem ser utilizadas como tábua de corte (possui lado com sulco, para escorrer o sangue), para servir frios, trabalhar massas, ou simplesmente como bancada móvel.

Confira a coleção 2017 em www.tacobrasil.com.

Este slideshow necessita de JavaScript.