10 cidades para os apaixonados por cerveja

Por Julia Medina

Dos mosteiros trapistas na Bélgica às cervejarias artesanais brasileiras, o turismo cervejeiro vem movimentando cada vez mais viajantes em busca de conhecer novos rótulos e apreciar diferentes sabores. Confira nossa lista de destinos cervejeiros imperdíveis para os apaixonados pela bebida, prepare as canecas e boa viagem!

Munique (Alemanha)

Impossível escrever sobre destinos cervejeiros sem falar de Munique. Afinal, a cidade alemã é lar da tradicional Oktoberfest desde 1810, atraindo milhões de pessoas todo ano. Apenas a título de curiosidade, estima-se que cerca de 6,5 milhões de litros de cerveja foram consumidos no evento em 2014. Para quem não vai participar da festa, em qualquer época é possível conferir os tours cervejeiros das principais cervejarias locais, como a Hofbräuhaus, a Paulaner e a Augustiner. Especialmente no verão, outra boa pedida é aproveitar os Biergartens (espaços ao ar livre com mesas compartilhadas para beber, comer e conversar) espalhados pela cidade, como o Hirschgarten e o Chinesischer Turm. Se quiser alongar a rota, faça uma visita à Weihenstephan, a cervejaria mais antiga do mundo em funcionamento, fundada em 1040, e localizada a cerca de 40 km de Munique, na cidade de Freising. Veja aqui os melhores preços de passagens aéreas para a Alemanha.

Amsterdã (Holanda)

A capital holandesa também tem boa fama entre os cervejeiros. Ela abriga o famoso museu da Heineken, que permite conhecer, de modo interativo, a história da marca e o processo de fabricação, além de provar muita cerveja no final. A Heineken Experience está entre as atrações mais procuradas de Amsterdã, mas a verdade é que a cidade tem muito mais a oferecer para o cenário cervejeiro que o famoso tour da lager. Para evitar confusões, é preciso saber que por lá os bares são conhecidos por cafes – se você quer apenas beber um café, deve procurar pelas koffiehaus, que também não são o mesmo que os coffeeshops, rs. Mas vamos concentrar nas cervejas. Entre os estabelecimentos locais mais legais para visitar está a Brouwerij ‘t IJ, conhecida por Cervejaria do Moinho, situada abaixo do moinho Gooyer. Outros bons lugares para conhecer são os bares In de Wildeman e Arendsnest e as cervejarias Troost e a De Prael. Para levar de presente pra casa, visite a De Bierkoning, lojinha de cervejas com uma impressionante (sério, pode acreditar) seleção de rótulos. Partiu visitar a cidade? Pesquise sua passagem em www.voopter.com.br.

Bruxelas (Bélgica)

As cervejas belgas (assim como os chocolates) são consideradas por muitos as melhores do mundo. Na capital, você pode não apenas aprender mais sobre a história da bebida no Museu da Cerveja, como também conferir o movimentado Delirium Café, bar que possui a maior carta de cervejas do mundo, com APENAS mais de 3 mil rótulos. O Delirium já é mais famoso e conhecido pelo mundo todo, mas você também pode conferir alternativas menos turísticas, como os pubs A La Mort Subite, Moeder Lambic e Poechenellekelder. Pesquise suas passagens aéreas para Bruxelas em www.voopter.com.br.

Dublin (Irlanda)

Terra do Leprechaum, do Saint Patrick’s Day e da Guinnes, a capital irlandesa é outro destino perfeito para degustar boas cervejas. Os pubs são as atrações de destaque: eles estão por todas as esquinas e oferecem uma ótima variedade de sabores e rótulos nacionais e internacionais para nenhum cervejeiro se decepcionar. Impossível não visitar o tradicional Temple Bar, mas outros bons pontos são o The Brazen Head, o Poterhouse e o O’Donoghues. Já na Guinness Storehouse, museu que ocupa o prédio da antiga fábrica da tradicional cervejaria, é possível conferir o processo de fabricação da bebida e se deliciar com as pints no Gravity Bar, com imperdível vista da cidade. Quer mais dicas sobre a capital irlandesa?

Praga (República Tcheca)

Tá aí mais um destino que é referência quando o assunto é cerveja: estima-se que os tchecos bebem 160 litros de cerveja por ano (por pessoa). Além do intenso consumo, foi também no país que nasceu a cerveja tipo Pilsen, que leva o nome da cidade tcheca Plzen (no idioma local), situada a cerca de 100 km de Praga, onde você pode visitar o histórico pub Plzensky Prazdroj, que produz a cerveja Pilsen desde 1307. Como não poderia deixar de ser, na capital do maior consumidor mundial de cerveja não faltam boas cervejarias, como a U Fleku, a mais antiga de Praga. E já que a vida noturna do destino é bem animada, aqui vai mais alguns nomes que valem a visita: Bredovsky Dvur, U Vejvodu, Double Trouble e U Sedmi Svabu. Ficou com vontade de embarcar? Hoje é possível encontrar passagens aéreas para Praga, partindo do Rio de Janeiro, por R$1873 (ida e volta, taxas não incluídas). Faça sua própria pesquisa, partindo da cidade que preferir em www.voopter.com.br.

Vleteren (Bélgica)

Antes de dizer porque esta pequena cidade belga está em nossa lista, vale uma pequena explicação sobre as famosas cervejas trapistas. Se você é um bom cervejeiro, provavelmente, já ouviu falar delas, mas aqui vai um resumo: elas são assim conhecidas por serem produzidas por monges da Ordem Cisterciense da Estrita Observância, ou simplesmente, Ordem Trapista. Por tradição, os monges desta ordem, além de suas obrigações religiosas, fabricam produtos para auxiliar no sustento do mosteiro, como pães, queijos, licor, doces e… (para a nossa alegria) CERVEJA! Fim da história, corta para a Abadia Saint-Sixtus, responsável por produzir a Westvleteren 12, considerada por muitos, a melhor cerveja do mundo.

Localizado na vila de Westvleteren (a cerca de 150 km de Bruxelas e 70 Km de Bruges), o mosteiro não é aberto ao público, mas no In de Vrede, bar situado em frente à abadia, você pode provar a lendária cerveja, ou ainda conferir a loja de produtos fabricados pelos monges, onde apenas um Kit Westvleteren (com copos e cervejas) pode ser vendido por pessoa. Pesquise suas passagens aéreas para Bruxelas em www.voopter.com.br.

Zalec (Eslovênia)

Tudo bem que quando o assunto é cerveja, outros destinos europeus que já citamos por aqui são bem mais populares, mas a Eslovênia vem ganhando prestígio no turismo cervejeiro, especialmente após ter inaugurado (este ano!) a primeira fonte “pública” de cerveja do mundo – por 6 euros, você pode encher, aproximadamente, 3 canecas da bebida. A atração fica na cidade de Zalec, numa região conhecida por Vale do Ouro Verde, em referência às plantações de lúpulo.

Blumenau (Santa Catarina)

A influência da imigração alemã teve um papel importante ao preservar diversos aspectos culturais do país no sul do Brasil, dentre eles, a paixão pela cerveja. Afinal, não é à toa que Blumenau recebe a maior edição nacional da Oktoberfest. É na cidade que ficam renomadas cervejarias brasileiras, como a Bierland e a Eisenbahn. Outros nomes ainda menos conhecidos, como a Container e a Wunder, também merecem sua devida atenção. Como a paixão é grande e um evento cervejeiro por ano fica pouco, em janeiro, acontece a Sommerfest Blumenau, que nada mais é que uma Oktoberfest de verão. Ainda dá tempo de garantir sua presença no próximo Sommerfest (5/01 a 27/01). O aeroporto mais perto para chegar até Blumenau é o de Navegantes (cerca de 60km), mas você também pode optar por desembarcar em Joinville (cerca de 103km) ou Florianópolis (cerca de 162km).

Campos do Jordão (São Paulo)

Mais um destino cervejeiro nacional para a lista. Pois é, apesar de ser famosa por seu roteiro de inverno, com vinhos, chocolates e foundues, Campos do Jordão vem ganhando cada vez mais fama entre os amantes da fermentada. É lá que encontramos a fábrica da Baden Baden, uma das mais conhecidas cervejas artesanais do país, onde é possível, além de degustação, acompanhar o processo de produção da bebida no Baden Baden Tour. Outra atração é o Festival Internacional de Cervejas Artesanais, que acontece em novembro, com mais de 40 cervejarias e 160 rótulos. O aeroporto mais próximo da cidade de Campos do Jordão é o de São José dos Campos, mas também é possível tomar um ônibus ou ir de carro depois de curtir uns dias na capital paulista, para onde é possível embarcar com passagens aéreas para São Paulo a partir de R$145 (ida e volta, taxas não incluídas).

Joanesburgo (África do Sul)

Você provavelmente já sabe que a África do Sul tem uma boa reputação por seus vinhos, mas o painel cervejeiro também tem ganhado destaque por lá. A South African Breweries, por exemplo, uma das maiores cervejarias do mundo, responsável pela produção da cerveja Miller, tem sua fábrica aberta para visitação, na qual é possível conferir a história da bebida desde sua origem na Mesopotâmia. Por lá, não deixe de conferir também o pub Beerhouse, que oferece uma ótima seleção de cervejas locais. Se quiser mais bons motivos para visitar o destino, aproveite porque hoje é possível encontrar passagens aéreas para África do Sul a partir de R$1.192, ida e volta, taxas não incluídas.

E aí, inspirado para montar seu roteiro cervejeiro? Pesquise o melhor preço para as suas passagens aéreas em www.voopter.com.br.

germany_oktoberfest

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *